quarta-feira, 29 de outubro de 2014

SUZANE RICHTHOFEM E O AMOR


A condenada pelo assassinato dos pais está feliz, alegre e sorridente. Serelepe mesma!

É que ela "casou" com a condenada por sequestro Sandra Regina Gomes.

Detalhe : "...Sandra teve que cumprir a quarentena de separação, já que era casada com Elize Matsunaga, presa pela morte e esquartejamento do marido ..."

As personagens envolvidas nesse idílio são trágicas e perigosas.

Afinal de contas tem-se nessa história uma parricida, uma sequestradora e uma esquartejadora.

...Mas, e o amor ? O que é o amor senão uma tragédia humana ?

Alguém mais se habilita ?

Tenho dito.

Paulo Monteiro

facebook..

Curtir ·  ·