quinta-feira, 23 de outubro de 2014

OS PÁSSAROS DA MINHA RUA

Nem tudo está perdido
Ainda temos pássaros
Na cidade em meio ao caos
Quem diria eles estão urbanos
E dividem as poucas árvores
Os jardins, as flores e os canteiros
Sim, ainda temos a passarada
De várias cores, cantos, espécies
São vistos Bem-te-vis alegres,
Pardais beliscando com fome
Andorinhas à procura de água,
Tem até Sabiá e uns Rouxinóis
Que cantam e voam delicadamente
E Beija-flor beijando as flores
Todos têm uma coisa em comum:
O medo do bicho homem apressado
E do vôo rasante que vem das alturas
Das alturas dos monstros de concreto
É de lá que temidos Gaviões espreitam
As suas vítimas, os pássaros menores
As Corujas também vivem nos monstros
Só que elas dormem durante o dia
Para sairem à caça durante a noite
E caçar de preferência os pequenos ratos
Por isso oferecem um perigo menor
Com elas os pássaros não se preocupam
Mas quando ouvem o uivo fino dos gaviões
Saem todos voando em disparada
Até mesmo os mais ousados bem-te-vis
Que partem para a guerra com os gaviões
E, se em maior número, afugenta-os
Mas por pouco tempo, eles voltam
Como a natureza os fez: imponentes
Hoje pude observar uma cena dessa
Acertei por ter plantado uma árvore
E que essa árvore cresça,
E que frutifique com frutos doces
Para nos conceder a doçura dos pássaros
Nesses momentos ímpares que só a
Mãe natureza pode nos oferecer.

Paulo Monteiro
No facebook...
  • Paulo Monteiro A copa da árvore já ultrapassa a altura da fiação elétrica. Como vocês podem observar ela foi podada nas duas camadas de galhos inferiores à copa, isto para atender a uns vizinhos medrosos que argumentaram a interferência na iluminação pública. Mas nada que atrapalhe o seu desenvolvimento. Agora é que ela vai crescer mais rápido ainda!
  • Fafá Chaves A melhor maneira de agradecer a mãe natureza é preservar e desfrutar desse belo canto dos pássaros, a cada amanhecer. Amo passarinhos, sua liberdade infinita me enche de paz e leveza. Adorei o poema, amigo.
    20 h · Descurtir · 2
  • Paulo Monteiro Aqui ao amanhecer é uma festa deles, Fafá Chaves! E o interessante é tem edifícios por todos os lados.
    20 h · Curtir · 2

CANALHAS E MEDÍOCRES

O mundo está cheio deles. E o Brasil também!

Mas você, CHICO BUARQUE, não! Você nunca foi, não é e nunca será um canalha, um medíocre.

Você é grande, Chico ! E a sua obra é maior ainda!

Portanto, não ligue para os canalhas de plantão, nem para os medíocres incapazes de escrever uma linha de uma canção sua, eles estão todos cegos e não enxergam o mal que fazem.

Bendito é você, caro Chico Buarque, por todas as horas de poesia, ópera, ritmo, letras e livros que produziu e ainda vai produzir para o bem e respeito da nação brasileira. E por tudo disso, ou parte disso, que me tocou a minha alma em algum momento da minha vida, você tem a minha maior gratidão.

Meus caros amigos, respeitem o nosso CHICO BUARQUE DE HOLANDA!

Tenho dito.

Paulo Monteiro

E no facebook...